Por causa da atual crise econômica que o Brasil enfrenta atualmente, existe uma necessidade cada vez maior de se conseguir qualquer dinheiro extra, para pagar as contas e manter as multas e juros longe de qualquer orçamento financeiro familiar.

Por conta disso, existe um número maior de pessoas querendo conseguir sacar o seu Programa de Integração Social (PIS 2018), que é um dinheiro dado pelo Governo Federal para os trabalhadores que estejam a pelo menos dois anos em uma empresa, que paguem seus impostos corretamente e tenham uma renda de no máximo dois mil reais mensais.

Tabela do PIS 2018

Tabela do PIS 2018

Para sacar esse benefício e manter esse orçamento sempre em ordem é importante cumprir uma série de requisitos, apresentar a documentação certa e também ficar atento nas datas do calendário do PIS, para não perder a sua oportunidade de ter esse dinheiro em mãos.

Separar todos os documentos necessários para sacar esse benefício

Uma primeira dica importante que todo mundo deve cumprir para conseguir sacar o Pis e assim ter um dinheiro extra em seu orçamento é conseguir separar todos os documentos que são requisitados para executar essa ação.

Assim, quando você chegar a uma agência da Caixa Econômica Federal, não correrá o risco de não ter o seu PIS liberado pelo calendário pis 2018. Por isso, sempre leve com você um documento original com foto, seja seu RG, sua carteira de motorista ou outro de sua preferência.

Além disso, é importante também apresentar a sua carteira de trabalho e o seu cartão cidadão, com esses três documentos em mãos, você estará liberado para sacar o Pis.

Ficar atento nas datas do saque

Outro importante ponto sobre o PIS que você deve ficar atento é quanto a sua data de recolhimento, já que ela varia conforme o número final do cartão cidadão de cada pessoa. Por isso, fique sempre de olho no calendário elaborado pelo Governo Federal, em conjunto com a Secretária da Fazenda, para saber quando você deve recolher esse benefício.

É importante sempre manter essa data em mente, pois caso você perca esse prazo, poderá perder direito a sua parcela do Pis, fazendo com que esse dinheiro volte para a União e você não consiga mais resgatá-lo.

Cobre da sua empresa a informação dos dados necessários

Uma última dica importante para você garantir esse dinheiro extra dado pelo Governo Federal é cobrar da sua empresa o correto preenchimento de uma ficha exigida pelo Governo para liberar esse pagamento.

Esse cadastro conhecido como Número de Identificação Social (NIS) é obrigatório de ser preenchido pela companhia que você trabalha em até 30 dias antes da liberação do calendário do PIS 2018. Caso isso não seja feito, você perde o direito a esse benefício, fazendo com que ele seja recolhido.

Por isso é essencial ficar no pé do seu chefe e do departamento de RH para que todo esse preenchimento seja feito na data correta e você não corra o risco de ficar sem o PIS, por um erro que não foi seu.